Quantcast

About Meditation? E quanto as dores ou incômodos que eu possa sentir durante ou depois de meditar?

E quanto as dores ou incômodos que eu possa sentir durante ou depois de meditar?

<< Back

Comentário Editorial



Se você tiver algum interesse sobre sua saúde física, por exemplo, se souber que tem problemas na coluna ou no coração, cheque com seu médico antes de tentar os métodos ativos. Uma vez iniciado os métodos, se uma dor ou incômodo persistir após três dias, é aconselhável procurar um doutor.

Esta é a resposta de Osho a um questionador sobre dor ao fazer uma das técnicas ativas:

Continue fazendo-a – você vai superar isso. As razões (para a dor) são óbvias. Há duas razões. Primeiro, isso é um exercício vigoroso e seu corpo tem que alinhar-se a isso. Então por três ou quatro dias você irá sentir que o corpo inteiro dolorido. Com qualquer exercício novo isso acontece. Mas depois de quatro dias você irá superar isso e seu corpo se sentirá mais forte do que nunca.

Mas isso não é muito básico. A coisa básica vai mais fundo, e a coisa básica é o que os psicólogos modernos chegaram a conhecer. Seu corpo não é somente físico. No seu corpo, nos seus músculos, na estrutura de seu corpo muitas outras coisas penetraram através da repressão. Se você reprime a raiva, o veneno vai para o corpo. Penetra nos músculos, no sangue. Se você reprime qualquer coisa, não é somente uma coisa mental, é físico também... pois você não está realmente dividido. Você não é corpo e mente; você é corpomente – psicossomático. Você é ambos juntos. Então o que quer que seja feito ao seu corpo atinge a mente e o que quer que seja feito a sua mente atinge o corpo, mente e corpo são dois extremos de uma mesma entidade.

Quando um animal fica com raiva, ele fica raivoso. Não tem nenhuma moralidade nisso, nenhum ensinamento sobre isso. Ele simplesmente fica com raiva e a raiva é liberada. Quando você fica zangado, fica com raiva de uma maneira similar a qualquer animal. Contudo, há a sociedade, moralidade, etiqueta, e mil e uma coisas. Você tem que empurrar a raiva para baixo. Tem que mostrar que não está com raiva; você tem que sorrir – um sorriso pintado! Você tem que criar um sorriso, e forçar a raiva para baixo. Que está ocorrendo com o corpo? O corpo estava pronto para lutar – tanto lutar ou fugir, escapar do perigo, tanto para enfrentar ou escapar disso. O corpo estava preparado para fazer alguma coisa: raiva é somente uma prontidão para fazer algo. O corpo ia ser violento, agressivo.

Se pudesse ser violento, agressivo, então a energia seria liberada. Mas você não pode ser – isso não é conveniente, então você a força para baixo. Desse modo o que acontecerá com todos aqueles músculos que estavam prontos para serem agressivos? Estes ficarão deformados. A energia os empurra para serem agressivos, e você os empurra para trás para não serem agressivos. Haverá um conflito. Em seus músculos, em seu sangue, nos tecidos do corpo, haverá um conflito. Eles estão preparados para expressar alguma coisa e você os empurra para que não expressem. Você está reprimindo-os. Assim seu corpo fica deformado.

Isso acontece com toda emoção e continua dia após dia por anos. Então seu corpo fica aleijado. Todos os nervos ficam deformados. Eles não estão fluindo, não estão líquidos, não estão vivos. estão mortos, envenenados e ficaram todos emaranhados. Estes não são naturais. Então quando você começa a meditar, todos estes venenos são liberados. E onde quer que o corpo tenha ficado estagnado, isso terá que ser dissolvido, tornado líquido novamente. Este é um grande esforço. Depois de quarenta anos vivendo de modo errado, então subitamente meditando....

O corpo todo entra numa sublevação. Você sentirá dores por todo o corpo. Mas essa dor é boa e você precisa dar boas vindas a elas. Permita ao corpo tornar-se fluido novamente. Este se ficará gracioso de novo e como uma criança; novamente você ganhará vivacidade. Mas antes dessa vivacidade chegar até você, as partes mortas precisam ser fortalecidas e isso vai ser um pouco doloroso.

Os psicólogos dizem que criamos uma armadura ao redor do corpo e essa armadura é o problema. Se for permitido a você total expressão quando ficar com raiva, o que você fará? Quando você fica zangado, começa a ranger seus dentes juntos. Você quer fazer alguma coisa com suas unhas e com suas mãos pois é assim que sua herança animal tem isso. Você quer fazer algo com suas mãos, destruir alguma coisa. Se você não fizer nada seus dedos ficarão deformados; perderão a graça, a beleza. Estes não serão membros vivos. E o veneno está ali, então quando você pega na mão de alguém em um cumprimento, não há realmente nenhum contato, nenhuma vida, pois suas mãos estão mortas.

Seu corpo precisa liberar muitos venenos. Você tornou-se tóxico, e terá dores pois esses venenos se estabeleceram. Agora estou novamente criando o caos. Esta meditação é para gerar caos dentro de você para que possa ficar reajustado para que um novo reajuste seja possivel. Você tem que ser destruído como você é; só então pode o novo nascer. Como você é resultou totalmente errado. Você precisa ser destruído e somente assim algo novo pode ser criado. Haverá dor, mas esse sofrimento vale a pena.

Portanto continue fazendo a meditação e permita ao corpo ter dores. Deixe o corpo não resistir; permita-o mover-se para essa agonia. Essa agonia procede de seu passado, mas irá passar. Se você estiver pronto ela irá passar. E quando ela for embora, então pela primeira vez você terá um corpo. Agora mesmo você só tem um aprisionamento, uma cápsula... morto. Você está encapsulado, não tem um corpo ágil, vivo. Mesmo animais possuem corpos mais belos, mais vivos do que você.

Temos feito muita violência aos nossos corpos. Então nessa meditação caótica estou forçando seus corpos a ficarem vivos novamente. Muitos bloqueios serão quebrados; muitas coisas estabelecidas se tornarão não estabelecidas de novo e muitos sistemas ficarão líquidos novamente. Haverá algum sofrimento, mas receba-o bem. Este é uma bênção e você vai superá-lo. Continue! Não há necessidade de pensar no que fazer. Você simplesmente continua com a meditação. Tenho visto centenas e centenas de pessoas passando através do mesmo processo. Dentro de poucos dias a dor passará. E quando a dor passar, você terá uma alegria sutil ao redor de seu corpo.

Você não pode ter isso agora mesmo porque a dor está aí. Você pode saber disso ou não, mas a dor está presente por todo seu corpo. Você simplesmente tornou-se inconsciente disso pois esta dor tem estado sempre com você. O que quer que esteja sempre presente, você se torna inconsciente disso. Através da meditação você ficará cônscio e depois a mente dirá: “Não faça isso, o corpo inteiro está sofrendo”. Não dê ouvidos a mente. Simplesmente prossiga fazendo isso.

Dentro de certo periodo a dor será superada. E quando a dor for superada, quando seu corpo tornou-se novamente receptivo e não houver mais qualquer bloqueio, nenhum veneno ao redor dele você terá sempre um sutil sentimento de alegria envolvido ao seu redor. O que quer que você esteja fazendo ou não fazendo, sentirá sempre uma ligeira vibração de alegria ao redor de seu corpo.


Osho: The Supreme Doctrine, Chapter 5

<< Back