Quantcast

More Meditations Técnicas passivas

Técnicas passivas

 
Duas Técnicas Passivas
 
Numa situação onde você não pode fazer as técnicas ativas? Aqui estão dois métodos passivos simples, porém efetivos. E lembre-se, você encontrará muitos mais na rotação regular na "Meditação da Semana" e na "Meditação para Pessoas Ocupadas".
 
1. Observar a Respiração
Observar a respiração é um método que pode ser feito em qualquer lugar, a qualquer tempo, mesmo que você só tenha alguns minutos disponíveis. Você pode simplesmente observar o subir e descer de seu peito ou barriga quando a respiração entra e sai, ou tente esta versão...
 
Passo 1: Observe a Inalação
Feche seus olhos e comece observando sua respiração. Primeiro, a inalação, de onde ela entra pelas suas narinas, direto para seus pulmões.
 
Passo 2: Observe o Intervalo Que Segue
No final da inalação há um intervalo,antes que a exalação comece. Isso é de imenso valor. Observe o intervalo.
 
Passo 3: Observe a Saída do Ar
Agora observe a exalação.
 
Passo 4: Observe o Intervalo Que Segue
No final da exalação há um segundo intervalo: observe esse intervalo. Pratique esses quatro passos por duas ou três vezes - somente observando o ciclo da respiração, não alterando-o de maneira alguma, apenas observando o ritmo natural.
 
Passo 5: Contando as Respirações
Agora comece a contar: Inalação - conte 1 (não inclua a exalação), inalação - 2, e assim por diante, até 10. 
Depois conte de 10 voltando até 1. às vezes você pode esquecer de observar a respiração ou você pode ir além de 10. Então comece de novo, de 1.
 
 
"Essas duas coisas devem ser lembradas: observar, e particularmente os intervalos no topo e no fundo. A experiência desse intervalo é você, seu âmago mais interior, seu ser. 
E segundo: continue contando, mas não mais do que dez; e retorne até um; e só conte as inalações.
 
Estas coisas auxiliam a conscientização. Você precisa ficar atento, senão você começará a contar a exalação, ou você irá ultrapassar 10.
 
Se você gostar dessa meditação, prossiga com ela. Ela é de imenso valor". Osho
 
 

Mais Técnicas Passivas

2. Quatro Níveis de Relaxamento

Este método particular é útil para aqueles momentos quando você fica doente porque isso ajuda a construir uma conexão amorosa, para criar harmonia entre você mesmo e seu corpo/mente. Depois você pode ter uma participação ativa no seu próprio processo de cura.

Primeiro Passo: O Corpo

“Lembre-se tantas vezes quanto possível para olhar dentro do corpo e ver se você está carregando alguma tensão em algum ponto do corpo – no pescoço, na cabeça ou nas pernas... Relaxe-os conscientemente. Vá para essa parte do corpo, e convença essa parte, diga amorosamente pra ela ‘Relaxe!’

Você ficará surpreso que se você abordar qualquer parte de seu corpo, ele escuta, ele lhe segue – é o seu corpo! Com os olhos fechados, vá para dentro do corpo dos pés a cabeça, procurando por algum ponto onde haja tensão. E então fale para essa parte como você fale com um amigo; deixe que haja um diálogo entre você e seu corpo. Diga a ele para relaxar, e diga, ‘Não há nada a temer. Não fique assustado. Estou aqui para cuidar; você pode relaxar’. Lentamente, você irá aprender o jeito disso. Depois o corpo fica relaxado”.

Passo 2: A Mente

“Depois dê outro passo, um pouco mais profundo; diga pra mente relaxar. E se o corpo escutar, a mente também escuta. Mas você não pode começar com a mente, você tem de começar do princípio. Você não pode começar do meio. Muita gente começa com a mente e fracassam; eles fracassam porque começam de um lugar errado. Tudo deve ser feito na ordem certa.

Se você se tornar capaz de relaxar voluntariamente o corpo, então você será capaz de ajudar sua mente a relaxar voluntariamente. A mente é um fenômeno bem mais complexo. Uma vez que você tem certeza de que o corpo lhe escuta, você terá uma nova confiança em você mesmo. Agora até mesmo a mente pode escutá-lo. Levará um pouco mais de tempo com a mente, mas isso acontece”.

Passo 3: O Coração

"Quando a mente estiver relaxada, então comece a relaxar seu coração, o mundo dos seus sentimentos, emoções, o qual é ainda mais complexo, mais sutil. Mas agora você estará movendo-se com confiança, com grande confiança em você mesmo. Agora você irá saber que isso é possível. Se isso é possível com o corpo e com a mente, isso também é possível com o coração".

Passo 4: Sendo

“Só então, quando você tiver realizado esses três passos, você pode dar o quarto. Agora você pode ir para o mais profundo núcleo do seu ser, o qual está além do corpo, da mente e do coração: o próprio centro de sua existência.

Você também será capaz de relaxá-lo, e esse relaxamento certamente traz a maior alegria possível, o máximo em êxtase e aceitação. Você estará repleto de felicidade e regozijo. Sua vida terá a qualidade da dança nela”.

Osho: The Dhammapada: the Way of the Buddha Vol. 1,#8