Quantcast

OSHO Times Body Dharma Compaixão – A Panacéia Universal

Compaixão – A Panacéia Universal

Só a compaixão é terapêutica, porque tudo que é doente no homem é devido à falta de amor. Tudo que está errado com o homem está de algum modo associado com o amor. Ele não tem sido capaz de amar ou ele não tem sido capaz de receber amor. Ele não tem sido capaz de compartilhar seu ser. Essa é a miséria. Isso cria todo tipo de complexos intimamente.

Esses ferimentos internos podem vir à tona de muitas maneiras: eles podem se tornar doenças físicas, eles podem se tornar doenças mentais; mas no fundo o homem sofre de falta de amor. Assim como a comida é necessária para o corpo, o amor é necessário para a alma. O corpo não pode sobreviver sem comida e a alma não pode sobreviver sem amor. De fato, sem amor a alma nunca nasce; não existe a questão de sua sobrevivência.

Eis porque digo que a compaixão é terapêutica. O que é compaixão? Compaixão é a forma mais pura de amor. O sexo é a forma mais baixa de amor, compaixão é a forma mais elevada de amor. No sexo, o contato é basicamente físico; na compaixão o contato é basicamente espiritual. No amor, compaixão e sexo são ambos misturados, o físico e o espiritual estão ambos misturados. O amor é meio caminho entre o sexo e a compaixão.

Você também pode chamar a compaixão de oração. Você também pode chamar a compaixão de meditação. A forma mais elevada de energia é compaixão. A palavra compaixão é bela: metade dela paixão; de alguma maneira paixão se tornou tão refinada que não é mais como uma paixão. Ela se tornou compaixão.

Na compaixão, você simplesmente dá. No amor, você está agradecido porque o outro lhe deu alguma coisa. Na compaixão, você está agradecido porque o outro levou algo de você; você está agradecido porque o outro não lhe rejeitou.Você veio com energia para dar, você veio com muitas flores para compartilhar e o outro lhe permitiu, o outro foi receptivo. Você está agradecido porque o outro foi receptivo.

Compaixão é a forma mais elevada de amor.

A maior angústia da vida é quando você não pode se expressar, quando você não pode se comunicar, quando você não pode compartilhar. O homem mais pobre é aquele que não possui nada para compartilhar ou que tem alguma coisa para compartilhar, mas perdeu a capacidade, a arte, de como compartilhar; dessa maneira um homem é pobre.

O homem sexual é muito pobre. O homem amoroso é mais rico comparativamente. O homem de compaixão é o mais rico, ele está no topo do mundo. Ele não tem nenhum confinamento, nenhuma limitação. Ele simplesmente dá e segue seu caminho. Ele nem sequer espera por você dizer um muito obrigado. Com tremendo amor ele compartilha sua energia.

Isso é o que chamo de terapêutico.

A menos que a compaixão tenha acontecido a você, não pense que você viveu corretamente ou que você viveu absolutamente.

Compaixão é o florescimento. E quando a compaixão acontece a uma pessoa, milhões são curados. Quem quer que chegue perto dessa pessoa é curado. A compaixão é terapêutica.
 

Osho, A Sudden Clash of Thunder, Talk #8

Para continuar lendo em inglês, click aqui.