Quantcast

OSHO Times Body Dharma PROBLEMAS DENTAIS

PROBLEMAS DENTAIS

Tenho uma suspeita de que sempre quando a raiva é por demais reprimida, as pessoas têm problemas dentais. Seus dentes têm problemas devido a que há muita energia e ela nunca é liberada. E qualquer um que reprime a raiva irá comer demais; pessoas raivosas irão sempre comer mais porque os dentes precisam de algum exercício. Pessoas zangadas fumarão mais. Pessoas zangadas falarão mais; elas podem se tornar tagarelas obsessivas porque de alguma maneira a mandíbula precisa se exercitar para que a energia seja um pouco liberada. As mãos das pessoas zangadas ficarão tortas, feias. Se a energia fosse liberada elas teriam belas mãos.

Se você reprime alguma coisa, no corpo existe alguma parte, uma parte correspondente à emoção. Se você não quer chorar, seus olhos perderão o brilho porque lágrimas são necessárias; elas são um fenômeno muito vivo. Sempre que, de vez em quando, você soluça e chora, quando realmente você se entrega a isso – você se torna isso – e lágrimas começam a verter pelos seus olhos; seus olhos ficam limpos, seus olhos novamente se tornam frescos, renovados e virgens.

Eis porque as mulheres possuem olhos mais bonitos, devido a que elas ainda podem chorar. O homem perdeu seus olhos porque eles têm a noção errada de que homens não devem chorar. Se alguém, um menino pequeno chora, até mesmo os pais, e outros, dizem – O que você está fazendo? Você é uma Sissy? – Que bobagem, porque Deus deu a vocês – homem, mulher – as mesmas glândulas lacrimais. Se o homem não devesse chorar, ele não teria glândulas lacrimais. Simples matemática. Porque as glândulas lacrimais existem no homem na mesma proporção que existem na mulher? Os olhos precisam lacrimejar e chorar, e isso é realmente belo, se você puder soluçar e chorar de todo coração.

Lembre-se, se você não puder soluçar e chorar de todo coração, você também não pode rir, porque essa é a outra polaridade. As pessoas que podem rir também podem chorar, as pessoas que não podem chorar não podem rir. E você já deve ter observado, às vezes, nas crianças: se elas riem alto e longamente, elas começam a chorar – porque chegam juntos. Nas vilas, eu tenho ouvido as mães dizerem para seus filhos – Não riam demais; senão vocês começarão a chorar – Realmente verdadeiro, porque o fenômeno não é diferente – apenas a mesma energia se move para o pólo oposto.
 

Osho, Yoga: A New Direction, Discurso #7

 

Para continuar lendo em inglês, click aqui