Quantcast

OSHO Times Body Dharma O PRESENTE

O PRESENTE

O corpo deve funcionar corretamente, perfeitamente. Isso é uma arte, isso não é uma austeridade. Não é uma austeridade; você não deve lutar com ele, você precisa simplesmente compreendê-lo. O corpo é tão sábio... mais sábio do que sua mente, lembre-se, porque o corpo tem existido por mais tempo do que a mente. A mente é uma recém chegada, apenas uma criança.

O corpo é muito antigo, muito antigo… porque quando você se movia como uma rocha, o corpo estava lá, a mente estava profundamente adormecida. Então você se tornou uma árvore, o corpo estava lá, com todo o seu verdor e flores. A mente permanecia profundamente adormecida; não tão adormecida como na rocha, mas ainda adormecida. Você se tornou um animal, um tigre; o corpo estava tão vivo cheio de energia, todavia a mente ainda não estava funcionando. Você se tornou um pássaro, você se tornou um homem... O corpo tem estado funcionando por milhões de anos.

O corpo acumulou muita sabedoria, o corpo é muito sábio. Assim, se você come demais o corpo diz, “Pare!” A mente não é tão sábia. A mente diz, “O sabor é bom – um pouco mais”. E se você escutar a mente, então a mente se torna destruidora do corpo, dessa ou daquela maneira. Se você escutar a mente, primeiro ela dirá, “Continue comendo”. Porque a mente é boba, infantil. Ela não sabe o que está dizendo. Ela é recém chegada; não possui nenhum conhecimento em si mesma. Ela não é sábia; ela ainda é uma boba. Escute o corpo. Quando o corpo disser, “Fome”, coma. Quando o corpo disser, “Pare”, então pare.

Se você escutar a mente, é como se uma criança pequena estivesse conduzindo um idoso – ambos cairão num buraco. Se você der atenção a mente então, primeiro você estará muito nos sentidos e desse modo você irá ter problemas. Cada sentido lhe trará miséria e cada sentido lhe trará mais ansiedade, mais conflito, mais sofrimento.

Se você comer demais haverá sofrimento e você irá vomitar; o corpo todo fica perturbado. Então a mente diz, “Comer é ruim, então faça um jejum”. E o jejum também é perigoso. Se você der atenção ao corpo ele nunca comerá demais, ele nunca comerá pouco; ele irá simplesmente seguir o Tao.

Alguns cientistas estão trabalhando sobre esse problema e eles descobriram um fenômeno muito bonito: as crianças, elas comem sempre quando sentem fome, elas vão dormir sempre quando sentem que o sono está chegando. Elas escutam o corpo delas. Os pais, porém, as perturbam, eles continuam forçando: “É hora de jantar, ou de almoçar, ou é hora disso e daquilo, ou é hora de dormir – vá!” Eles não permitem que o corpo delas...

Então um pesquisador tentou deixar as crianças por elas mesmas. Ele estava trabalhando com vinte e cinco crianças. Elas não eram forçadas a ir dormir, elas não eram forçadas a se levantarem. Elas não foram forçadas de maneira nenhuma por seis meses. E surgiu uma profunda compreensão.

Elas dormiram bem. Elas sonharam menos, nenhum pesadelo, porque pesadelos vinham através dos pais que as estavam forçando. Elas comiam bem, mas nunca demais – nunca menos que o necessário, nunca mais que o necessário. Elas gostavam de comer e às vezes, elas não comiam de jeito nenhum. Quando o corpo não sentia vontade, elas não comiam e nunca adoeceram por causa disso.

Mais uma coisa que ninguém nunca suspeitou veio a ser compreendido, e isso foi milagroso. Somente Sosan pode compreender, ou Lau Tsu ou Chuang Tsu devido a que eles são os mestres do Tão. Foi uma tal descoberta! Eles chegaram a entender que se uma criança estivesse doente, então ela não comia certos alimentos. Assim eles tentaram entender porque ela não estava comendo esses alimentos. Os alimentos foram analisados e foi descoberto que esses alimentos eram perigosos para aquela doença. Como a criança decidiu? Apenas o corpo...

Quando a criança estava crescendo, tudo que era necessário para seu crescimento ela comeria mais disso. Então eles analisaram a comida e descobriram que esses ingredientes ajudam. O alimento podia variar porque as necessidades mudam. Um dia a criança comia algo e a mesma criança no outro dia não comeria mais isso. E os cientistas perceberam que existe uma sabedoria no corpo.

Se você permite ao corpo dizer o que sente, você está indo pelo caminho certo, o grande caminho. E isso é assim não somente com o alimento, isso é assim com toda a vida. Seu sexo dá errado por causa da mente, seu estômago tem problemas devido a sua mente. Você interfere no corpo. Não interfira! Mesmo se você puder fazer isso por três meses, não interfira. Subitamente você ficará tão saudável, e um bem estar desce sobre você. Tudo parece ok, o calçado se ajusta. Mas a mente é o problema.

Se você escutar os sentidos você se torna simples. É claro; ninguém irá lhe respeitar porque eles irão dizer, “Esse homem é sensual”. Um homem sensual é mais vivo que um não sensual.
Escute o corpo! – porque você está aqui para desfrutar desse momento que foi dado a você, esse momento gracioso, essa beatitude que aconteceu a você. Você está vivo, cônscio e num mundo tão vasto!

O ser humano é um milagre sobre esse pequeno planeta… muito pequeno, minúsculo! O sol é sessenta mil vezes maior do que esta terra, e esse sol é medíocre. Existem sois milhões de vezes maiores do que esse, e existem milhões de sois e milhões de mundos e universos. Até agora parece que, até onde a ciência alcança, essa vida e essa consciência só aconteceu aqui nessa terra. Essa terra é abençoada.

Você não sabe o que você alcançou. Se você perceber o que você alcançou, você será simplesmente grato e não pedirá por mais coisa alguma. Você podia ter sido uma pedra e você não poderia fazer nada sobre isso. Você é um homem! – e você está sofrendo, e você está preocupado, e você está perdendo todo o ponto. Desfrute desse momento porque ele não tornará a vir novamente.

Isso é o que os Hindus querem dizer: eles dizem que você pode novamente se tornar uma pedra. Se você não desfrutar e não crescer, você irá cair. Você pode se tornar um animal novamente. Esse é o significado: lembre-se sempre que esse clímax de consciência é um pico: se você não desfrutar nem se tornar integrado a isso, você irá cair.

Gurdjieff costumava dizer que você ainda não possui uma alma; a vida é somente uma oportunidade para alcançá-la, para tornar-se uma alma. Não desperdice tempo e energia, porque se você morrer não cristalizado você simplesmente desaparece. E quem sabe quando uma oportunidade surgirá novamente ou não? Ninguém pode saber, não há ninguém que possa dizer algo sobre isso.

Apenas isso pode ser dito: que nesse momento a oportunidade está presente para você. Se você aproveita, torna-se mais cristalizado – se você se sente extático e grato por isso. Lembre-se, nada mais é necessário para estar agradecido. Tudo que você tem já é muito, já é demais para se sentir grato e agradecido. Não peça mais da existência. Simplesmente desfrute o que já lhe foi dado. E quanto mais você desfruta, mais lhe será dado.

Jesus diz, uma sentença muito paradoxal: “Se você tem muito, mais lhe será dado, e se você nada tem, até o que você tem lhe será tirado”. Parece ser muito anticomunista. Parece ser absurdo. Que tipo de matemática é essa? “Quanto mais você tem, mais lhe será dado; e se você não tem nada até o que você tem lhe será tirado!” Parece ser para os ricos e contra os pobres.
Isso não tem relação com a economia ordinária; essa é a suprema economia da vida. Somente aqueles que possuem terão mais porque quanto mais eles desfrutam dela mais ela cresce. A vida cresce através do desfrute. Alegria é o sutra.

Seja alegre, agradecido, o que quer que você tenha. O que quer que! Fique extático quanto a isso. Mais aberto, e mais virá para você: você se tornará capaz de receber mais bênçãos. Aquele que não está agradecido perderá tudo que tem. Aquele que é grato – toda a existência o ajuda a crescer mais porque ele merece e ele está realizando o que tem.
 

Osho, The Book of Nothing: Hsin Hsin Ming, Discurso #6
 
Para continuar com a leitura em inglês, click aqui.