Quantcast

OSHO Times Body Dharma A Mente e Doença: Hipnose e Saúde

A Mente e Doença: Hipnose e Saúde

Setenta por cento das doenças estão relacionadas com a mente. Através da hipnose essas doenças podem ser prevenidas antes que ocorram. Através da hipnose pode ser descoberto que tipo de doença vai acontecer num futuro próximo. Não existem sintomas no corpo, o exame físico de rotina da pessoa não irá mostrar qualquer indicação de que ele irá adoecer ou passar mal, ele está perfeitamente saudável.

Mas através da hipnose podemos descobrir que dentro de três semanas ele irá adoecer, porque antes que qualquer coisa chegue ao corpo, procede do profundo inconsciente cósmico. Viaja de lá para o inconsciente coletivo, para o inconsciente, e só então, quando chega na mente consciente, isso pode ser verificado e encontrado no corpo.

As doenças podem ser evitadas mesmo antes que a pessoa tenha qualquer indício de que irá adoecer.

 

Na Rússia, um fotógrafo genial, Kirlian, tem fotografado as pessoas... Por toda sua vida ele tem trabalhado com fotografia, com chapas muito sensíveis, lentes sensíveis, para encontrar alguma coisa que não está disponível para os olhos e instrumentos comuns. E ele ficou perplexo quando descobriu que podia ver em suas fotografias pelo menos seis meses à frente.

Se ele tirar um retrato de um botão de rosa com suas placas sensíveis especiais, o retrato não será de um botão de rosa, o retrato será de uma rosa. Amanhã o botão irá ser uma rosa. Nenhuma outra câmera pode fazer esse milagre.

Primeiro, ele mesmo ficou perplexo de como a chapa sensível pôde tirar um retrato de algo que ainda não aconteceu – e quando amanhã o botão se abrir, será exatamente igual ao da fotografia, não há absolutamente nenhuma diferença.

Dessa maneira, ele descobriu mais e mais de que há uma certa aura circundando o botão – apenas uma aura de energia, e a aura de energia possui todo o programa de como o botão irá abrir. As chapas sensíveis captam o retrato da aura de energia que não podemos ver a olho nu. Então ele começou a trabalhar com doenças, e ele revolucionou a medicina soviética.

Você não precisa primeiro adoecer para depois ser curado. Você pode ser curado mesmo antes que você tenha diagnosticado alguma doença, porque a fotografia de Kirlian mostrará em qual parte a doença vai aparecer, porque a aura de energia ficará doente, já está doente. Daí a seis meses. Isso está conectado com seu inconsciente cósmico.

Através da hipnose e de experimentos mais profundos, você pode encontrar doenças que irão acontecer e elas podem ser tratadas.
 

A criança pode ser mais feliz. Isso tem sido matéria de preocupação dos psicanalistas porque por todo o mundo, exceto em alguns lugares, setenta anos tornou-se a idéia aceitável para a duração da vida, porque existem algumas tribos na Caxemira, onde as pessoas sempre viveram por cento e trinta anos, cento e quarenta anos, cento e cinqüenta anos e até mesmo na idade de cento e cinqüenta anos, eram tão energéticos quanto um homem jovem. Eles nunca ficaram velhos, eles permaneceram jovens até a morte.

Na Rússia Soviética, nos Cáucasos, de onde Joseph Stalin e George Gurdjieff vieram... Os Cáucasos realmente produziram homens fortes. Existe uma pequena área onde as pessoas vivem até cerca de cento e oitenta anos. Existem milhares de pessoas que ultrapassaram os cento e cinqüenta anos.
Um de meus amigos estava trabalhando lá e ele perguntou ao fazendeiro que estava cultivando a terra, “Quantos anos você tem”?
Ele contou nos dedos, porque era analfabeto. Ele disse, “Devo ter cerca de cento e oitenta”.
Meu amigo não pôde acreditar – cento e oitenta! E ele ainda está jovem.

Ele inquiriu na cidade e lhe disseram, “Ele está certo. O pai dele viveu por duzentos anos e esperamos que ele também viva duzentos anos, porque nenhum sinal da morte pode ser visto”.
 

Psicólogos têm estado preocupados em descobrir o motivo porque em alguns lugares as pessoas vivem por tanto tempo, enquanto que na maior parte do mundo as pessoas vivem somente setenta anos.
 

George Bernard Shaw, quando ele chegou aos setenta anos de idade, mudou-se de Londres. Seus amigos disseram, “O que você está fazendo? Na velhice é melhor ficar aqui com os amigos, em sociedade – e você é um homem da sociedade, um homem de cultura”.

Ele disse, “Não posso viver aqui. Tenho agora setenta anos. Essa sociedade acredita que as pessoas morrem aos setenta anos e essa crença é perigosa. Vou encontrar algum lugar onde as pessoas não acreditem em tal coisa”.

E ele encontrou uma pequena vila ali perto, e o jeito que ele fez para descobrir foi de ir para o cemitério e verificar nas lápides dos túmulos por quanto tempo as pessoas tinham vivido; e em uma lápide ele encontrou um túmulo que dizia que o homem tinha vivido por cento e vinte anos. E a lápide do túmulo dizia, “Ele morreu uma morte suprema na idade de cento e vinte anos”.

Ele disse, ”Esse é o lugar para se viver, onde as pessoas pensam que alguém que morre aos cento e vinte anos é supremo”. E ele viveu lá, e viveu por muito tempo. Ele conseguiu viver por um século. E naquele cemitério esse era o caso; em todas as lápides ninguém havia morrido aos setenta anos.

Parece ser que isso é apenas uma programação psicológica. Por séculos temos sido programados... Sete décadas e você está acabado. Isso foi tão fundo que você morre, não que seu corpo não seja capaz de viver, mas devido a que sua psicologia insiste, “Siga a rotina. Siga a multidão”. E em tudo mais você está seguindo a multidão, assim, naturalmente, você segue a multidão nisso também.

Os cientistas dizem que o corpo do homem é capaz de viver por pelo menos trezentos anos. Assim como ele vai rejuvenescendo a si mesmo por setenta anos, de fato, ele pode prosseguir por trezentos anos, mas o programa precisa ser mudado. Cientistas pensam de maneiras diferentes de como mudar o programa, e isso levará muito tempo para eles. Eles acham que o programa está nas células do corpo.

Dessa forma, a menos que dividamos a célula humana, assim como fomos capazes de dividir o átomo, e reprogramá-lo, isso parece que ainda está longe de acontecer, porque esse trabalho nem ao menos começou...
 

Mas meu entendimento é que não há necessidade de ir através da fisiologia, vocês podem ir através da psicologia.
 

Se sua hipnose for suficientemente profunda... Quanto mais você aprofundá-la, se ela se tornar uma coisa diária, lento, lentamente você irá tocar no inconsciente cósmico e lá se encontra o programa real, você pode alterá-lo.

Nossos filhos podem viver por mais tempo, nossos filhos podem viver com mais saúde, nossos filhos podem viver sem a velhice. Tudo isso é possível, e temos que realizá-lo, para mostrar ao mundo, mas isso é perigoso no sentido de que se os políticos se apoderarem dos métodos hipnóticos eles irão utilizá-los para seus próprios propósitos.

Osho, The Transmission of the Lamp, Discurso #22

 

Para continuar lendo em inglês, click here