Quantcast

OSHO Times Emotional Ecology Incontinência Emocional

Incontinência Emocional

Uma vez você me sugeriu para guardar minha energia interior e que a levasse para o meu Hara, a parte baixa da minha barriga. Desde de que fazendo isso, percebi que meu Hara se tornou como um espelho para todos os meus sentimentos.
Sinto que por trás dessa sua pequena sugestão encontra-se mais do que posso imaginar. Por favor, você poderia comentar?

O hara é o centro por onde a vida deixa o corpo. É o centro da morte. A palavra hara é Japonesa; eis porque no Japão, suicídio é chamado de harakiri. O centro localiza-se a duas polegadas abaixo do umbigo. Isso é muito importante, e quase todo mundo já o sentiu. Porém, só no Japão eles se aprofundaram em suas implicações.

Mesmo os indianos que trabalharam muito arduamente nos centros, não consideraram o Hara. A razão dessa falta foi porque eles nunca tinham considerado que a morte fosse significante. Sua alma nunca morre, então porque se incomodar com um centro que só funciona como uma porta para as energias saírem e penetrarem noutro corpo? Eles trabalharam com o sexo, que é o centro da vida. Eles trabalharam nos sete centros, mas o Hara não é nem mencionado em nenhuma escritura indiana.

O povo que mais arduamente trabalhou nos centros por milhares de anos não mencionou o Hara e isso não pode ser apenas uma coincidência. A razão era que eles nunca levaram a morte muito a sério. Esses sete centros são os centros da vida, e cada centro é de uma vida mais alta. O sétimo é o centro mais elevado da vida, quando você é quase um deus.

O Hara está muito próximo do centro sexual. Se você não se elevar em direção aos centros mais altos, em direção ao sétimo centro que está na sua cabeça, se você permanecer por toda sua vida no centro sexual, bem ao lado do centro do sexo está o Hara, e quando sua vida acabar, o Hara será o centro por onde sua energia da vida sairá do corpo.

Porque estou lhe dizendo isso? Vocês eram muito energéticos, mas não conscientes de quaisquer centros mais elevados; toda a energia de vocês estava no centro sexual, e vocês estavam transbordando. Energia transbordando no centro do sexo é perigoso, porque ela pode começar a ser liberada pelo Hara. E se ela começar a sair pelo Hara, ficará mais difícil conduzi-la para cima. Então eu tinha lhe dito para manter sua energia dentro e não para ser tão expressivo: Segure-a dentro! Eu só queria que o centro do Hara, que estava se abrindo e que poderia ser muito perigoso, ficasse completamente fechado.

Você seguiu isso, e você se tornou uma pessoa totalmente diferente. Agora quando lhe vejo, não posso acreditar na expressividade que tinha visto antes. Agora você está centrado e sua energia está se movendo na direção correta para os centros mais elevados. Está quase no quarto centro, que é o centro do amor e que é um centro muito equilibrado. Três centros estão abaixo e três centros estão acima dele.

Quando uma pessoa está no centro do amor, há uma possibilidade muito remota de retroceder, porque ele experimentou algo das alturas. Agora os vales estarão muito escuros, feios; ele viu os picos ensolarados, não muito elevados, mas ainda assim altos; agora todo seu desejo será... E esse é o problema com os amantes: querem mais amor, porque eles não compreendem que o verdadeiro desejo não é por mais amor, porém por algo mais que o amor. A linguagem deles termina com amor; não conhecem nenhum caminho que seja mais elevado que o amor, e o amor não satisfaz. Pelo contrário, quanto mais você ama, mais sedento você fica.

No quarto centro, do amor, a gente só sente uma tremenda satisfação quando a energia começa a se mover para o quinto centro. O quinto centro está na sua garganta e o sexto centro é o seu terceiro olho. O sétimo centro, o sahastrara, está no topo da sua cabeça. Todos esses centros têm experiências e expressões diferentes.

Quando o amor vai para o quinto centro, então qualquer talento que você tenha, alguma dimensão criativa, é possível para você. Esse é o centro da criatividade. Não é somente para canções, não apenas para música; é para toda a criatividade.
O sexto centro, o qual chamamos de terceiro olho, situa-se entre os olhos. Isso lhe dá uma claridade, uma visão de todas suas vidas passadas e de todas as futuras possibilidades. Uma vez que sua energia alcançou seu terceiro olho, agora você está tão próximo da iluminação que algo dela começa a se manifestar. Ela irradia do homem do terceiro olho e ele começa a sentir um empuxo na direção do sétimo centro.

Por causa desses sete centros, a Índia nunca deu importância ao Hara. O Hara não está na linha; está apenas ao lado do centro do sexo. O centro sexual é o centro da vida e o Hara é o centro da morte. Excitação demais, muito descentramento, lançar demasiada energia por todo o lugar é perigoso porque isso leva sua energia em direção ao Hara. E uma vez que a rota é criada, fica mais difícil mover-se para cima. O Hara situa-se paralelo ao centro sexual, assim a energia pode se mover muito facilmente.
O Hara deve ser mantido fechado. Eis porque eu lhe disse para ficar mais centrado, para segurar seus sentimentos dentro, e para trazer a energia para seu Hara. Se você puder manter seu Hara controlando conscientemente suas energias, este não as permite sair. Você começa a sentir uma tremenda gravidade, uma estabilidade, um centramento, o que é uma necessidade básica para que a energia se eleve.

Seu centro do Hara tem tanta energia que, se ela for corretamente direcionada, a iluminação não é um lugar distante.

Portanto, essas são minhas duas sugestões: mantenha-se tão centrado quanto possível. Não se perturbe com coisas pequenas: alguém está zangado, alguém lhe insulta e você fica pensando nisso por horas. Toda sua noite fica perturbada porque alguém disse alguma coisa... Se o Hara puder segurar mais energia, assim, naturalmente essa imensa energia começa a subir. Há somente uma certa capacidade no Hara, e toda energia que se move para cima move-se através do Hara; mas o Hara deve estar bem fechado.

Então uma coisa é que o Hara deve permanecer fechado.

A segunda coisa é que você deve trabalhar sempre pelos centros mais elevados. Por exemplo, se você fica zangado com muita freqüência você deve meditar mais sobre a raiva, para que essa raiva desapareça e essa energia se transforme em compaixão. Se você é um homem que a tudo odeia, então você deve se concentrar no ódio; medite sobre o ódio, e essa mesma energia se transforma em amor.
Prossiga movendo-se para cima, pense sempre nos degraus mais altos, para que você possa alcançar o ponto mais elevado de seu ser. E não deve haver nenhum vazamento no centro do Hara.

Não deve ser permitido que a energia se mova através do Hara. Uma pessoa cuja energia começa através do Hara, você pode detectar muito facilmente. Por exemplo, existem pessoas com quem você irá se sentir sufocado, com quem você irá sentir como se elas estivessem sugando sua energia. Você descobrirá isso, depois que elas vão embora, você relaxa e fica à vontade, embora essas pessoas não estivessem fazendo nada de errado a você.

Você também encontrará o tipo oposto de pessoas, cujo encontro lhe torna alegre, mais saudável. Se você estiver triste, sua tristeza desaparece; se você estiver zangado, sua raiva desaparece. Essas são as pessoas cujas energias está se movendo para os centros mais elevados. A energia delas afeta a sua energia. Estamos continuamente afetando uns aos outros. E o homem cônscio, escolhe amigos e companhias que elevam sua energia.

Um ponto está bem claro. Existem pessoas que lhe sugam, evite-as! É melhor ser claro quanto a isso, diga adeus a elas. Não há necessidade de sofrer, porque são perigosas; elas também podem abrir o seu Hara. O Hara delas está aberto, eis a razão de criarem tal sentimento de sugação em você.

A psicologia ainda não percebeu isso, mas é muito importante que pessoas psicologicamente doentes não deviam ficar juntas. E isso é o que está ocorrendo por todo o mundo. Pessoas psicologicamente doentes são colocadas juntas em instituições psiquiátricas. Elas já são psicologicamente doentes e vocês as estão colocando numa companhia que irá arrastar a energia delas mais para baixo ainda.

Mesmo os médicos que trabalham com doentes mentais já deram indicações suficientes disso. Mais psicanalistas cometem suicídio do que qualquer outra profissão, mais psicanalistas enlouquecem do que qualquer outra profissão. E todo psicanalista de vez em quando precisa ser tratado por algum outro psicanalista. O que acontece com esses coitados? Cercado de pessoas psicologicamente doentes, eles são continuamente sugados, e eles não têm a menor idéia de como fechar o Hara delas.

Existem métodos, técnicas para fechar o Hara, assim como há métodos para a meditação, para mover a energia para cima. O melhor e mais simples método é: tente permanecer tão centrado em sua vida quanto possível. As pessoas não podem sequer sentar em silêncio, elas ficam mudando de posição. Elas não podem deitar silenciosamente, por toda à noite elas ficam agitadas e revirando-se.

Você fez bem. Basta continuar o que você está fazendo, acumulando sua energia dentro de você mesmo. A acumulação de energia automaticamente a faz subir. E quando ela ficar mais elevada você irá se sentir em paz, mais amoroso, mais alegre, compartilhando, mais compassivo, mais criativo. Não está muito longe o dia quando você irá se sentir repleto de luz, e com o sentimento de ter chegado de volta em casa.
 

Osho, The Golden Future, Discurso #3

 

Para continuar lendo em inglês, click aqui.