Quantcast

OSHO Times Emotional Ecology Tipos de Personalidades

Tipos de Personalidades

Sinto que tenho um legado de preguiça e escapismo. Ou não sinto nenhuma energia, ou se sinto, acho difícil relaxar totalmente. Sinto um controle.

Sinto que isso está em algum lugar e se tornou parte de seu bio-computador. A mente funciona como um computador, e seguimos alimentando suas atitudes. Estas vão se acumulando lá e pouco a pouco se tornam profundamente entranhadas.
Personalidades podem ser divididas em duas categorias. A primeira, os psicólogos chamam de personalidade T, tóxica, e a outra chamam de personalidade N, nutridora.

Uma personalidade tóxica está sempre olhando as coisas de uma maneira negativa. Toda a visão do mundo da personalidade tóxica é depressiva, triste. A personalidade tóxica se esconde atrás de belos rostos. Um perfeccionista é uma personalidade tóxica. Você não pode apontar algo errado num perfeccionista, porém a idéia toda de ser um perfeccionista é para encontrar erros, enganos, falhas. É um truque. Você não pode encontrar qualquer defeito no homem que procura por perfeição, mas na verdade essa não é sua meta, perfeição é uma estratégia. Ele quer procurar pelas falhas, enganos, erros, qualquer coisa que esteja faltando, e essa é a melhor maneira – manter uma aparência de perfeição para que ele possa comparar com o ideal e condenar sempre.

Essa personalidade tóxica sempre olha naquilo que não é e nunca olha naquilo que é, desse modo o descontentamento se torna natural. Uma personalidade tóxica envenena seu próprio ser; não apenas isso – goteja veneno.

Isso pode ser uma herança. Se você conviveu na sua infância com pessoas que tinham uma atitude negativa para com a vida... Isso pode estar oculto em termos brilhantes, belas linguagens, ideais, paraíso, Deus, religião, a alma; eles podem usar belas palavras, eles estão simplesmente tentando... e eles falam a respeito do outro mundo somente para condenar este mundo. Eles não estão preocupados com o outro mundo. Eles não possuem nenhum interesse em santos, mas somente para provar que os outros são pecadores, eles irão falar a respeito dos santos.

É uma atitude muito mórbida. Eles dirão: Sejam como Jesus – eles não estão de jeito nenhum interessados em Jesus. Se Jesus estivesse lá eles seriam as últimas pessoas a irem ter com ele, porém, só para condenar vocês, essa é a estratégia deles. Vocês não podem se tornar Jesus, assim vocês se tornam vítimas. Eles sempre vos condenam. Eles criam valores, moralidades, atitudes puritanas. Eles são os moralistas, os moralizadores; eles são os grandes envenenadores do mundo.

E eles estão por toda parte. Essas pessoas acabam se tornando professores, educadores, reitores, santos, bispos, papas; eles acabam se tornando essas coisas porque dessa forma eles podem condenar. Eles estão até mesmo prontos para sacrificar tudo se lhes for permitido a alegria de condenar os outros. Eles estão por toda parte, escondidos de muitas maneiras. E eles estarão sempre fazendo coisas para o seu bem, para seu próprio bem, então vocês ficam indefesos contra eles. A herança deles é real, grande. Eles dominaram toda a história.

Essas pessoas imediatamente se tornam dominadores. A própria ideologia deles os ajuda a dominar porque eles podem se tornar condenadores. E eles falam em termos racionais. O racionalismo também é parte da personalidade T. Eles são muito sugestivos... É muito difícil derrotá-los na argumentação. Eles nunca são razoáveis, porém são sempre racionais.

É preciso saber a distinção entre um homem razoável e um homem racional. O razoável nunca é somente racional, porque um homem razoável sabe pela própria experiência que a vida engloba ambos – o racional e o irracional; a vida tem ambos – razão e sentimento, a mente e o coração.

Um homem razoável é razoável. Um homem racional nunca é razoável. Ele força a lógica sobre a vida – e a lógica pode ser perfeita; a vida nunca pode ser. Ele sempre olha para o ideal e ele tenta forçar a vida a seguir o ideal. Ele nunca olha para a vida e para a realidade da vida. Seus ideais são contra a vida.

A segunda personalidade, a personalidade N, a personalidade nutridora, é totalmente diferente. Ele não possui ideais, realmente. Ele apenas olha para a vida e a realidade decide seu ideal. Ele é muito razoável. Nunca é perfeccionista; é total, mas nunca um perfeccionista. E sempre olha para o lado bom das coisas. A personalidade N está sempre esperançosa, radiante, aventureira, confiante, não condenatória. Essas são as pessoas que se tornam poetas, pintores, músicos.

Se uma pessoa tipo N se torna santo, então existe um santo real. Se uma pessoa tipo T se torna santo, então é um falso santo, um pseudo-santo. Se uma pessoa tipo N se torna pai, então há um pai de verdade. Se uma pessoa tipo N se torna mãe, ela é uma mãe real. A pessoa tipo T é um pseudopai e pseudomãe. Serve apenas de truque para explorar a criança, para torturar, dominar, possuir e esmagar a criança, para se sentir poderoso esmagando a criança. O tipo T está na maioria, assim você pode estar certo que você está carregando uma herança como todo mundo. Mas uma vez que você se torna cônscio, não há mais problema. Você pode se mover de T para a N muito facilmente.

Algumas coisas para lembrar. Se você se sentir preguiçoso, não chame isso de preguiça. Escute sua natureza; pode ser que isso seja bom para você. Isso é o que chamo de homem razoável. O que você pode fazer? Se a preguiça chega até você, então isso é o que você tem que fazer. Quem é você para decidir contra isso? E como você pode vencer contra isso? Mesmo na sua luta você estará preguiçoso. Quem irá vencer? Você será sempre derrotado, e assim você se sentirá desnecessariamente miserável.

Seja realista. Escute seu próprio ser. Cada um possui seu próprio jeito. Algumas pessoas são muito ativas, correndo; não há nada errado nisso. Se eles se sentem bem assim, é bom para eles.

E não criem ideais de que vocês têm que fazer isso. Não tenham quaisquer - deveres – os deveres criam uma espécie de neurose. Então a pessoa fica obcecada. O – dever – está sempre lá, de pé e lhe condenando, e você não pode desfrutar de nada. Desfrute! Mate o – dever – completamente e esteja aqui-agora. O que você puder fazer, faça; O que você não puder fazer, aceite. É assim que você é, e você está aqui para ser você mesmo, ninguém mais. Pouco a pouco você verá que o seu T está se transformando em N. Você será nutridor e você desfrutará mais, você amará mais, e você ficará mais meditativo.

De fato, para um preguiçoso se tornar meditativo é mais fácil do que para uma pessoa ativa. Eis porque todo o Oriente se tornou preguiçoso – eles meditaram demais. Meditação é um tipo de passividade. Uma pessoa ativa se sente muito inquieta. Apenas sentar em silêncio é a coisa mais difícil. Não fazer nada é a coisa mais difícil para uma pessoa ativa realizar.

Apenas desfrute e se mova de acordo com o seu ser – nada de deveres, nada de ideais, do contrário eles lhe envenenarão. Olhe para a vida com profunda esperança. Ela é realmente bela. Apenas olhe para ela, e não espere por perfeição. Não pense em termos de desfrutar as coisas somente quando elas forem perfeitas; senão você nunca desfrutará.

Se uma pessoa tipo T encontrar Deus, irá imediatamente descobrir algum defeito nele. Eis porque Deus está escondido – devido às pessoas tipo T. Ele se revela para os tipos N, nunca para os tipos T. Ele se revela apenas para aqueles que podem ser nutridos por ele – não somente isso, mas para aqueles que podem nutri-lo.

Portanto apenas relaxe, desfrute, aceite, e os problemas desaparecerão.

Osho, The Passion For the Impossible

(Este título não está mais disponível para encomenda)