Quantcast

OSHO Times Emotional Ecology Pare de Beliscar!

Pare de Beliscar!

Preocupar-se demais consigo mesmo é a maior doença possível. Você não pode ser feliz, você não pode desfrutar de si mesmo. Como você pode se divertir? Tantos problemas íntimos! Problemas e problemas e nada mais! E não parece haver nenhuma solução. O que fazer? Você fica maluco. Todo mundo, por dentro, está maluco.

Você também precisa ficar maluco agora - é assim que a raiva surge: a raiva é uma loucura temporária. Se você não permitir extravasar agora, você irá acumular tanto que você irá explodir, você ficará maluco. Mas se você fica continuamente preocupado com isso, você já está maluco.

Essa tem sido minha observação, que as pessoas que meditam, oram, buscam e procuram pela verdade estão mais propensas a neuroses do que as outras pessoas. E o motivo é; eles estão demasiadamente preocupados consigo mesmos, demasiadamente egocêntricos, continuamente pensando nisso e naquilo, esse bloqueio, aquele bloqueio, essa raiva, essa tristeza, dor de cabeça, dor nas costas, estômago, pernas... Estão continuamente se movendo por dentro. Nunca estão bem, nem podem estar, porque o corpo é um fenômeno vasto e muitas coisas acontecem.

Se nada está acontecendo, também assim eles estão preocupados: porque nada está acontecendo? E imediatamente eles precisam criar alguma coisa porque isso se tornou seu negócio constante; ocupação - senão eles ficam perdidos. O que fazer? Nada está acontecendo! Como é possível que nada esteja acontecendo comigo? Eles sentem seus egos somente quando alguma coisa está acontecendo - pode ser a depressão, tristeza, raiva, uma doença, mas se algo está acontecendo, eles estão ok, eles podem sentir a si próprios.

Você tem visto as crianças? Elas beliscam a si mesmas para sentir que elas são. A criança permanece em você - você gostaria de beliscar e ver se você é ou não. Elas dizem que um homem valente morre só uma vez e os covardes morrem milhões de vezes, porque eles continuam beliscando e para sentir se eles ainda estão mortos ou não.

Suas doenças lhe ajudam a manter seu ego.

Você sente que alguma coisa está acontecendo; é claro que não é alegria, não é êxtase, mas é tristeza e, “Ninguém é tão triste como eu sou” e, “Ninguém tem uma enxaqueca como eu tenho”. Você se sente superior, todo mundo é inferior.

Se você está excessivamente preocupado consigo mesmo, lembre-se, você não irá alcançar. Essa preocupação excessiva irá lhe enclausurar e o caminho está bem diante de seus olhos. Você precisa abrir seus olhos, não fechá-los.

Osho, And the Flowers Showered, Discurso #10

Para continuar lendo em ingles, click aqui