Quantcast

OSHO Times The Other: Myself Além da Mentalidade do Bata e Corra

Além da Mentalidade do Bata e Corra

Existe um medo com relação a garota com quem estou. Tenho medo de perdê-la... e isso não me permitirá ter um relacionamento profundo. Talvez eu tenha receio de ficar sozinho, algo assim.

Não, não tenha receio, mergulhe fundo. Isso irá acontecer porque quanto mais você ficar centrado, mais relaxado você se torna, mais possibilidade existe para entrar profundamente num relacionamento.

De fato, é você que vai para um relacionamento. Se você não estiver lá, tenso, frustrado, preocupado e fragmentado, quem vai se aprofundar? Devido a nossa fragmentação, ficamos realmente assustados de ir mais fundo num relacionamento, em camadas mais profundas, porque assim nossa realidade será revelada. Então você terá que abrir seu coração, e seu coração é só fragmentos. Não existe um homem dentro de você – você é uma multidão. Se você realmente amar uma mulher e abrir seu coração, ela irá pensar que você é um público, não uma pessoa – esse é o medo.

É por isso que as pessoas continuam tendo casos. Eles não querem ir fundo; apenas bater-e-correr, somente tocando a superfície e fugindo antes algo se torne um compromisso. Assim você só pode ter sexo, e mesmo assim, empobrecido. É apenas superficial. Só um encontro de fronteiras, mas isso não é amor de jeito nenhum... talvez uma liberação corporal, uma catarses, não mais do que isso.

O medo é que agora você quer ir mais fundo; não que a garota possa ser perdida. Você está assustado e hesitante. Podemos colocar nossas máscaras facilmente se o relacionamento não estiver muito junto, muito íntimo – as faces sociais funcionam bem. Então quando você sorri, não há uma real necessidade para você rir, apenas a máscara sorri.

Se você realmente quer se aprofundar então os perigos existem. Você terá que ir desnudo – e desnudo significa que todos os problemas íntimos são revelados ao outro. Quando você não pode ter uma imagem, sua realidade ficará aberta e vulnerável, e isso gera medo. Mas prosseguimos enganando a nós mesmos e dizendo que não estamos com medo disso, que tememos que a garota vá embora. Esse não é o medo. De fato, no fundo você pode estar desejando que ela vá embora, assim não existe a questão de aprofundar-se no relacionamento.

Mergulhe fundo. Ninguém está obstruindo o caminho. Os grupos e meditações aqui irão lhe ajudar e logo você estará capacitado. Se você estiver presente, então você pode sempre encontrar alguém para amar. Se você não estiver presente alguém mais pode estar lá, mas isso será apenas uma presença física, de nenhuma utilidade, porque você permanece só.

Vá e observe os casais, pessoas casadas há anos: eles vivem uma vida solitária, e vivem sós. Eles nunca estiveram juntos e aprenderam todo tipo de truques sobre como evitar um ao outro, como fugir do outro. O marido diz, “Eu te amo” e beija a esposa e tudo mais, mas isso é somente para manter distância, para não se aprofundar.

Não tenha medo… apenas dê o salto!

Osho, Above All, Don’t Wobble, Discurso #7

 

Para continuar lendo em ingles, click aqui