Quantcast

Osho Books I Have Loved LIVROS QUE AMEI

LIVROS QUE AMEI

Agora meu trabalho começa... que piada! A piada de todas as piadas é que Sosan, o sábio chinês, bateu em minha consciência. Esses místicos são demais, nunca se sabe em que momento eles começarão a bater em sua porta.

Você está fazendo amor com sua namorada e Sosan vem e começa a bater. Eles vêm o tempo todo, a qualquer hora; eles não acreditam em etiqueta. E o que ele estava a me dizer? Ele estava a dizer: “Por que você não inclui meu livro?”.

Meu Deus, é verdade! Não incluí seu livro em minha lista pela simples razão de que seu livro contém tudo que existe. Se incluo seu livro, então nada mais é necessário, então nenhum outro livro é necessário. Sosan já é o suficiente. Seu livro é chamado Hsin Hsin Ming.

Hsin deve ser escrito não como em inglês, “sin” (pecado), mas h-s-i-n... ora, vocês conhecem o chinês! Que maneira de cometer um pecado! Hsin... Hsin Hsin Ming.

Está bem, Sosan, incluo seu livro também. Ele se torna meu primeiro livro de hoje. Sinto muito, ele deveria ser o primeiro livro desde o princípio, mas já falei sobre vinte outros. Não tem importância. Hsin Hsin Ming, quer eu tenha dito ou não, é o principal, o PRIMEIRO.

Escreva PRIMEIRO, Geet Barthi, em letras maiúsculas.

Hsin Hsin Ming é um livro tão pequeno que se Sosan soubesse que um dia, depois dele, Gurdjieff escreveria um livro chamado 'Do Todo e de todas as coisas', ele teria rido, pois esse título pertence a seu próprio livro. E Gurdjieff precisou escrever mil páginas... Contudo, as poucas palavras de Sosan são muito mais penetrantes e significativas. Elas atingem diretamente o seu coração. Posso até ouvir o ruído — não daquelas palavras se dirigindo a seu coração, mas de algum rato, de algum demônio fazendo seu trabalho. Deixe-o fazê-lo. O livro de Sosan é muito pequeno, exatamente como o Isa Upanixade, e bem mais significativo. Quando digo isso meu coração se parte, pois gostaria que Isa fosse o livro supremo, mas que posso fazer? Sosan o derrotou. Lágrimas vêm a meus olhos porque Isa está derrotado e também porque Sosan é vitorioso.

O livro é tão pequeno, pode-se escrevê-lo na palma da mão, mas se você tentar, por favor, lembre-se... na mão esquerda. Não o escreva na mão direita; isso seria um sacrilégio. As pessoas dizem: “direito é certo e esquerdo é errado”. Eu digo que esquerdo é certo e direito é errado, pois o esquerdo representa tudo que é lindo em você, e Sosan só pode entrar através do esquerdo. Eu sei, pois entrei em milhares de corações através da mão esquerda, do lado esquerdo, do seu feminino, seu yin. Quero dizer, o yin chinês. Nunca fui capaz de entrar em alguém através do yang. A própria palavra é suficiente para impedir qualquer um — yang. Ela parece dizer “afaste-se!” Ela diz: “Pare, não entre aqui. Mantenha distância! Cuidado com o cachorro!”.

O direito é assim e pertence ao lado errado de sua consciência; ele é útil, porém somente como servo. Ele nunca deveria ser o mestre. Assim, se você escrever Hsin Hsin Ming, de Sosan, escreva-o em sua palma esquerda. Ele é um livro tão belo... cada palavra é dourada. Não posso conceber uma única palavra que possa ser excluída. Ele contém exatamente aquilo que é necessário e requerido para se dizer a verdade. Sosan deve ter sido um homem tremendamente lógico, pelo menos enquanto escrevia seu Hsin Hsin Ming. Quando o comentei, jamais amei tanto comentar. Os maiores momentos de meus discursos foram quando falava de Sosan. Discurso e silêncio juntos... discurso, e ainda assim não-discurso, pois Sosan pode ser explicado apenas através do não-discurso. Ele não era um homem de palavras, mas de silêncio. Ele falava apenas o mínimo. Perdoe-me Sosan, esqueci-me de você. Exatamente por sua causa me lembrei de mais alguns que podem bater em minha porta e perturbar meu sono vespertino. Assim, é melhor que os mencione.

Primeiro é o Hsin Hsin Ming, de Sosan.