Quantcast

Osho Osho On Topics Diogenes

Diogenes

Um dia, quando Platão estava em uma caminhada matinal a beira do mar, ele viu um homem. Era no início da manhã, um pouco escuro ainda  – o sol ainda não tinha nascido. Ele não conseguia descobrir quem era aquele homem. Era Diógenes que estava segurando uma colher ... Ele ia para o mar, pegava água com a colher – ele havia feito um pequeno buraco na areia – e despejava a água no buraco e depois voltava e fazia a mesma coisa.

Platão, ali de pé, via-o fazendo aquilo. Parecia um louco. Por um momento, Platão pensou: "Eu não deveria  interferir ". Mas do jeito que a mente é... Ele ficou curioso e pensou: "Talvez ele não seja louco, talvez ele esteja fazendo algo significativo e não estou percebendo o que. E talvez eu deva perguntar a ele? "Então disse: " Por favor, perdoe -me por abordá-lo. Eu não quero interrompê-lo, você pode estar envolvida em um importante trabalho, mas o que está acontecendo?"

Diógenes disse: "Eu estou tentando esvaziar o oceano e pô-lo dentro deste buraco".

Platão disse: "Meu Deus, com esta colher de chá?"

O sol já estava nascendo e Diógenes começou a rir e disse: "Platão, e o que você vive fazendo? "Então Platão reconheceu Diógenes. Ele costumava viver nu, mas naquele dia ele estava coberto com um pano, só para esconder-se. Por isso, Platão não o reconheceu. Caso contrário, se estivesse nu,ele não chegaria perto. 
Platão estava simplesmente chocado, ele não pode responder. Diógenes disse: " Isso é o que você está tentando fazer toda a sua vida. Mas sua mente não é maior do que  a minha colher de chá e com ela, sua mente é que você está tentando entender a imensidão da existência  e do universo. O que estou fazendo é apenas para lembrá-lo ... Eu sei que não é possível. Você também deve se lembrar de que o que você está tentando fazer  também  é impossível.

Osho, Sat-Chit-Anand: Truth-Consciousness-Bliss, Talk #4