Quantcast

Osho Osho Sobre Temas Discípulos

Discípulos no passado criaram organizações. Esse era o relacionamento deles, que “somos Cristãos”. Que “somos Hindus”, que “pertencemos a uma religião, a uma fé e porque pertencemos a uma fé, somos irmãos e irmãs. Nós viveremos para a fé e morreremos para a fé”.

Todas as organizações surgiram do relacionamento entre discípulos. De fato, dois discípulos não estão absolutamente conectados um com o outro. Cada discípulo está conectado com o mestre na sua capacidade individual. Um mestre pode estar conectado com milhões de discípulos, mas a conexão é pessoal, não organizacional.

Discípulos não possuem qualquer relacionamento. Sim, eles têm uma certa amistosidade, uma certa amorosidade. Estou evitando a palavra ‘relacionamento’ pois isso é vincular. Eu nem mesmo a estou chamando de amizade, mas de ‘amistosidade’ – pois eles são todos companheiros de viagem caminhando pela mesma trilha, apaixonados pelo mesmo mestre, mas eles estão ligados um ao outro através do mestre. Eles não estão ligados um ao outro diretamente.

Isso tem sido a coisa mais desafortunada no passado: que os discípulos tornaram-se organizados, relacionados entre eles mesmos, e todos eles eram ignorantes. E pessoas ignorantes só podem criar mais danos do que qualquer outra coisa no mundo. Todas as religiões fizeram exatamente isso.

Meu povo está relacionado comigo individualmente. E devido a que eles estão no mesmo caminho, certamente eles se tornam familiarizados um com o outro. Surge uma amistosidade, uma atmosfera amorosa, mas eu não quero chamar isso de algum tipo de relacionamento. Temos sofrido demais devido a discípulos ficarem diretamente conectados um com o outro, criando religiões, seitas, cultos, e depois brigando. Eles não podem fazer outra coisa.

Pelo menos comigo, lembrem-se disso: vocês não estão relacionados um ao outro de jeito nenhum. Apenas uma amistosidade líquida, não uma sólida amizade, é suficiente – e muito mais bonita, e sem qualquer possibilidade de prejudicar a humanidade no futuro.